“Um mais Um” – Resenha

“A lei da probabilidade combinada com a lei dos grandes números estabelece que, para vencer as dificuldades, de em vez quando temos que repetir algumas vezes um acontecimento para conseguir o resultado almejado. Quanto mais se faz, mais perto se chega. Ou, como explico para minha mãe, às vezes, basicamente, só precisamos insistir.”

Avaliei com 5/5 estrelas no Skoob. Essa é a segunda obra da Jojo Moyes que leio e a segunda que vai para minha lista de favoritos. ❤


Um mais Um

S I N O P S E

Há dez anos, Jess Thomas ficou grávida e largou a escola para se casar com Marty. Dois anos atrás, Marty saiu de casa e nunca mais voltou. Fazendo faxinas de manhã e trabalhando como garçonete em um pub à noite, Jess mal ganha o suficiente para sustentar a filha Tanzie e o enteado Nicky, que ela cria há oito anos.

Jess está muito preocupada com o sensível Nicky, um adolescente gótico e mal-humorado que vive apanhando dos colegas. Já Tanzie, o pequeno prodígio da matemática, tem outro problema: ela acabou de receber uma generosa bolsa de estudos em uma escola particular, mas Jess não tem condições de pagar a diferença. Sua única esperança é que a menina vença uma Olimpíada de Matemática que será disputada na Escócia. Mas como eles farão para chegar lá?

Enquanto isso, um dos clientes de faxina de Jess, o gênio da computação, Ed Nicholls, decide se refugiar em sua casa de veraneio por causa de uma denúncia de práticas ilegais envolvendo sua empresa. Entre ele e Jess ocorre o que pode ser chamado de ódio à primeira vista.

Mas quando Ed fica bêbado no pub em que Jess trabalha, ela faz questão de deixá-lo em casa, em segurança. Em parte agradecido, mas principalmente para escapar da pressão dos advogados, da ex-mulher e da irmã — que insiste em que ele vá visitar o pai doente —, Ed oferece uma carona a Jess, os filhos e o enorme cão da família até a cidade onde acontecerá o torneio.

Começa então uma viagem repleta de enjoos, comida ruim e engarrafamentos. A situação perfeita para o início de uma história de amor entre uma mãe solteira falida e um geek milionário.

Um mais um

C O N S I D E R A Ç Õ E S

Otimista é a palavra que define cada uma das 320 páginas dessa obra, que me rendeu tanto boas risadas quanto lágrimas, durante algumas madrugadas de pura êxtase literária.

Com o seu mais afiado tom de humor, a autora narra sobre família, superação e sobre algumas “montanhas” que, às vezes, precisamos subir e descer, seja por nós mesmos ou por aqueles que amamos.

A obra é principalmente sobre se relacionar em família, desde estimular as qualidades uns dos outros até a maneira de lidar com os defeitos de cada qual dentro de um clã.

Moyes criou personagens que erram, mas que não se contentam, persistem e mostram que unidos são capazes, sim, de mover umas montanhas e conquistar tudo. Mesmo que – com tudo – eu esteja me referindo a narrar todo um livro juntos, cada um a sua maneira num capítulo, sem comprometer nada da essência da história.


Se você já leu, não deixe de contar nos comentários sua opinião! ❤

Anúncios